Top
f2

Seguro de Equipamentos Portáteis

 Seguro para notebook, Smartphone ou Iphone
Você já pensou em contratar um seguro para notebook, handheld ou smartphone e, assim, garantir a reposição do equipamento no caso de danos ou sinistros?
Se você locomove-se com freqüência não pode correr o risco de ficar sem acesso a sua principal ferramenta de trabalho.
O Seguro para Equipamentos Portáteis inclui a cobertura contra roubo e furto qualificados (exceto quando o equipamento for deixado em veículos), incêndio, raio ou explosão, impacto de veículos, embarcações e aeronaves, além da cobertura opcional para danos elétricos.

 


COBERTURAS
Conheça as garantias do Seguro de Equipamentos Portáteis para seu notebook, handheld ou smartphone. Proteção contra perdas e furtos entre outras.
PRINCIPAIS COBERTURAS:
• Roubo e furto qualificado (exceto quando deixado em veículos);
• Impacto de veículos, aeronaves e embarcações;
• Incêndio, raio ou explosão e suas conseqüências;
• Cobertura Opcional para Danos Elétricos.
PARA CONTRATAÇÃO DO SEGURO SÃO NECESSÁRIOS DOS SEGUINTES DOCUMENTOS:
• Características do equipamento (marca, modelo e número de série);
• Cópia da Nota Fiscal.
NO CASO DE EQUIPAMENTOS IMPORTADOS:
• Invoice, documento fiscal do país de origem;
• Guia do importador.
PRINCIPAIS RESTRIÇÕES:
Equipamentos com mais de 03 (três) anos de fabricação;
ESTE SEGURO NÃO ABRANGE OS SEGUINTES RISCOS:
• Furto simples, desaparecimento inexplicável ou simples extravio;
• Queda, quebra, amassamento e arranhadura, salvo se decorrentes dos riscos cobertos;
• Roubo, extorsão, apropriação indébita, estelionato, praticados contra o patrimônio do Segurado por seus funcionários ou prepostos, quer agindo por conta própria ou mancomunados com terceiros;
• Curto-circuito, sobrecarga, fusão ou outros distúrbios elétricos causados aos dínamos, alternadores, motores, transformadores, condutores, chaves e demais acessórios elétricos, salvo se ocorrer incêndio, caso em que serão indenizáveis somente os prejuízos causados pelo incêndio conseqüente;
• Negligência na utilização dos aparelhos, bem como na adoção de todos os meios razoáveis para salvá-los e preservá-los durante ou após a ocorrência de qualquer sinistro;
• Utilização inadequada dos aparelhos segurados, seja por funcionamento em condições impróprias, seja por uso excessivo em relação a sua capacidade normal de trabalho.